domingo, 30 de outubro de 2011

"Estou horrorizada por ver como somos tratados em nossa própria terra sem ter sequer o direito de sermos consultados sobre esse horroroso projeto"

Sheyla Juruna, liderança indígena do Movimento Xingu Vivo Para Sempre, referindo-se à Hidrelétrica Belo Monte, durante coletiva na sede da OEA em Washington, na reunião promovida pela CIDH 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar!